Programa Cisterna: primeiras unidades serão entregues

Falta pouco! Ainda nesta terceira semana do mês de setembro as primeiras famílias beneficiadas pelo projeto de captação de água da chuva e saneamento básico terão acesso ao sistema

 Além dos engenheiros, pedreiros e ajudantes, o projeto conta com a participação efetiva dos próprios comunitários.

Além dos engenheiros, pedreiros e ajudantes, o projeto conta com a participação efetiva dos próprios comunitários.

As primeiras 20 unidades da comunidade Correio do Tapará serão concluídas entre o final desta semana e início da próxima. Na sequencia demais famílias receberão os sistemas que captam e fornecem água limpa na torneira e fossa integrada aos banheiros.

“É fantástico. A maioria das pessoas já está falando em reformar a casa para adequar porque na várzea 90% é no sistema precário. Esse sistema que o MDS desenvolveu com coleta de água de chuva vem no momento magnifico. O pessoal está muito feliz” - comentou o engenheiro agrícola responsável técnico da execução da obra Evaldo Queiroz.

Ao todo, 225 famílias da Várzea em Santarém distribuídas nos PAES: Tapará, Ituqui, Urucurituba, Aritapera e Arapixuna terão acesso a implantação do sistema de captação de água e saneamento.

 Construção de banheiros.

Construção de banheiros.

A intenção é realizar ações de captação de água e promover saneamento, uma vez que os moradores dessas áreas contempladas, não tem nenhum sistema de abastecimento. Em Santarém o programa é coordenado pelo Projeto Saúde e Alegria e executado pela Sapopema.

 Dificuldade de transportar os matérias na vazante.

Dificuldade de transportar os matérias na vazante.

Desde maio os moradores vivem a expectativa da entrega. “Em Campos do Urucurituba e Aramanai nós também já iniciamos. 14 estruturas estão armadas porque lá teve um problema sério com a vazante” - explica Queiroz.

O aceso às comunidades ficou difícil e foram necessárias adaptações com sistema de baldrame de pedra, cinta de concreto armado devido a necessidade com subida e vazante dos rios.

Para construções, estão sendo utilizados materiais como: Terra, quebradinho, cimento, tijolo, ferro e caixas dágua.

4 de julho (17).JPG