Implantação de sistema de captação de água e saneamento deve melhorar vida de 225 famílias da Várzea em Santarém

A partir da próxima semana, moradores dos Projetos de Assentamento Agroextrativista Tapará, Ituqui, Urucurituba, Aritapera e Lago Grande receberão os técnicos nas comunidades. A intenção é que em no máximo oito meses, todas as famílias recebam as estruturas e possam ter acesso a política de saneamento básico.

Atualmente, os moradores dessas áreas contempladas pelo projeto, não tem nenhum sistema de abastecimento. Sem nenhum tipo de tratamento, utilizam a barrenta água do Rio Amazonas para a produção do alimento, higiene pessoal e demais atividades.

O projeto faz parte da chamada publica do governo federal por meio do Ministério do Desenvolvimento Social do Programa Nacional 'Cisterna' de apoio a capacitação de água da chuva e outras tecnologias sociais de aceso a água.

O objetivo é realizar ações de captação de água e promover saneamento. Em Santarém o programa é coordenado pelo Projeto Saúde e Alegria.

Duas organizações não governamentais apresentaram propostas e foram aprovadas na execução dos serviços.
A Sapopema vai trabalhar com dois sistemas de tecnologia: "Sistema pluvial multiuso comunitário para implantação de redes de abastecimento de água em comunidades rurais. No nosso caso, vamos trabalhar com os Paes de Várzea. E outro é o sistema pluvial autônomo. Que é um sistema que vai atender famílias isoladas" - explica o coordenador da ONG, Antônio José Bentes.

No total o sistema comunitário de distribuição em rede vai atender 125 famílias na região da várzea de santarém, incluindo 5 paes de várzea. Já no sistema autônomo 100 famílias que estão isoladas e moram em áreas de difícil acesso.

Além do sistema de capacitação de água em rede, também serão instalados kits de saneamento, com a construção de fossas e estrutura de banheiro com pia e vaso sanitário.

O projeto terá o investimento de mais de três milhões de reais e conta com o apoio de entidades parceiras: Colônia de Pescadores Z-20, Conselhos Regionais de Pesca Tapará, Ituqui, Urucurituba, Aritapera e Lago Grande, SEMAP/PMS e o gestor do programa na região, Projeto Saúde e Alegria.

 Foto: Danie Oliveira/ Ascom SEMAP/PMS

Foto: Danie Oliveira/ Ascom SEMAP/PMS